quinta-feira, 19 de maio de 2011

“Empate moderno”


Raimundão com o ex-governador Binho Marques (foto Raimari Cardoso)
Foi esse termo utilizado pelo nosso grande e folclórico Raimundo Mendes de Barros ou simplesmente (Raimundão), companheiro, homem honesto e trabalhador de aperto de mão inesquecível e inconfundível pela pegada. Assisti a um vídeo semanas atrás produzido no Governo Binho Marques que conta a história da fábrica de preservativos Natex, desde o projeto inicial, construção, aquisição de materiais e todo o processo produtivo desde a coleta, pesagem, teste de coagulação, transporte, recebimento do látex na unidade da fábrica, fabricação e destinação dos preservativos. E entre vários vídeos com personalidades aquele me chamou mais atenção com esta frase “empate moderna” filosofada por Raimundão referindo-se a luta que continua viva pela preservação da floresta e em Xapuri aquecida pela excelente política de governo. Moderno, o empate de hoje junta a tradicional e centenária coleta sazonal do látex as estradas de borrachas contrastando com os testes de qualidade feitos pelos próprios seringueiros com materiais e técnicas avançadas e que ajudam na conservação do produto. Qualidade de vida, padrões de higiene para famílias fornecedoras com banheiros e programas de atendimento médico e palestras em todas as comunidades. E por fim a geração de emprego e renda comtemplado 160 empregos diretos na fábrica e mais de 600 famílias na zona rural preservando a floresta e tirando dela o sustento de suas famílias com a valorização e a certeza de venda para o látex. Assim, o termo completa-se, o empate continua vivo no nosso dia a dia mostrando que a luta de Chico não era em vão e sua luta hoje, agrega o tradicional a modernidade e a tecnologia  em prol da preservação da nossa floresta.

Haroldo Zaine Sarkis
← Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário