sábado, 4 de fevereiro de 2012

Esculturas xapurienses participarão de exposição em Brasília


Uma das esculturas foi produzida para homenagear a presidente Dilma Rousseff
Doze esculturas produzidas no polo moveleiro de Xapuri participarão de uma exposição que acontecerá na capital federal durante o mês de abril. Produzidas por Ali Hurtado, peruano que vive na princesinha do Acre há quase quatro anos, disse que a escolha de Xapuri para morar foi a pedido do ex-governador Binho Marques grande apreciador e incentivador do seu trabalho que construiu um galpão no polo moveleiro onde também funciona uma escola de marchetaria onde ensina sua arte a dezenas de jovens.
 Ali conhecido também como pica-pau consegue troncos de árvores já derrubadas para trabalhar, as vezes até de árvores queimadas em fazendas  e utiliza-os para criar suas obras de arte, “eu ando por ai vejo aqueles troncos vou lá, peço trago para cá e fico estudando as características da madeira, rachaduras, cortes, vendo os traços naturais da madeira e vou criando junto a imaginação do que vou criar a partir daquele tronco”, algumas obras duram mais de um ano para fiquem prontas como a cadeira em homenagem a presidente Dilma, “estou a mais de um ano trabalhando nessa cadeira, cheguei até a dormir aqui no galpão para não perder a concentração no trabalho” ressaltou Ali.
A cadeira é rica em detalhes, flores, borboletas, anjos, uma princesa com uma carruagem, uma casa de seringueiro com o seringueiro cortando seringa, a pomba da paz, o nome de Xapuri, o nome da presidente Dilma, o símbolo do partido dos trabalhadores, um braço segurando segundo Ali o protocolo de posse da presidente e nas costas da cadeira  entre as asas da pomba da paz o rosto do líder seringueiro Chico Mendes. É uma obra de muitos detalhes, riqueza, e perfeição nos traços bem determinados de cada  gravura na madeira, a obra é feita de uma peça inteira sem emendas e outro detalhe que a torna histórica é ter sido de um tronco de um Benjamin que ficava em frente à casa de Chico Mendes que  e morreu 21 anos depois da morte do líder sindical. Ali pediu os troncos da árvore que lhe foi doado e originou muitas obras das mais de 20 que já produziu no Acre.
Outra obra que será exposta em Brasília é um painel de Tiradentes que o mostra de joelhos com a corda no pescoço de frente para um padre chorando, o detalhe é que o rosto chora de verdade, ainda sobre Tiradentes, Ali construiu um cofre que abre com uma grande chave de madeira onde tem um livro de 10 páginas de madeira contendo a biografia  de Tiradentes pirografadas. 
Os trabalhos de Ali são expostos  e comercializados em feiras no Acre e por todo Brasil e conta com apoio do Governo do Estado do Acre e da Prefeitura de Xapuri. Contato  068 – 9973 0775
← Anterior Proxima → Página inicial

Um comentário:

  1. ESTA OBRA ME EMOCIONOU É A HISTÓRIA VIVA DO NOSSO PAÍS..........LINDA DEMAIS

    ResponderExcluir