quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Meio Ambiente


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente, em parceria com o Instituto de Meio Ambiente, Secretaria de Estado de Floresta e Secretaria de Produção Familiar, deu continuidade ao Programa de Recuperação e Conservação de Nascentes e Matas Ciliares do Rio Acre. Foi implantada no sábado, 11, a terceira Unidade Demonstrativa de Recuperação de Área de Proteção Permanente (APP), na Colônia Bela Vista, Seringal Filipina, em Xapuri.
Estiveram presentes ao evento os secretários de Meio Ambiente do Acre, Edegard de Deus, a secretaria Municipal de Meio Ambiente, Turismo e Produção de Xapuri, Leide Aquino, o vice-prefeito de Xapuri, Eriberto Brilhante da Mota, representantes de escolas envolvidas no programa, vereadores da região de Xapuri e ribeirinhos cadastrados.
O objetivo principal é integrar a sociedade ao processo de conservação e recuperação de nascentes e matas ciliares da bacia do Rio Acre. Os moradores da Unidade assistiram às palestras de sensibilização sobre a importância dos recursos hídricos e das APPs para a manutenção da quantidade e qualidade da água na bacia. Foram envolvidos no processo de sensibilização mais de 1.500 alunos das escolas Divina Providência e Antero Soares, em Xapuri.
Foram distribuídas 15 mil mudas para os 35 produtores cadastrados no programa em Xapuri, sendo que 2.200 plantas ficaram na Unidade Demonstrativa do Seringal Filipina, onde ocorreu o evento. A área de APP plantada é de 17 hectares distribuídos em polos espalhados às margens do rio.
O programa segue pelo curso do Rio Acre, implantando as Unidades Demonstrativas de recuperação APP. Em comemoração ao mês das águas, dia 3 de março, haverá plantio na UD de Capixaba, dia 10 em Brasileia e Epitaciolândia, e dia 24 em Assis Brasil, fazendo um total aproximado de 50 mil mudas a serem plantadas na região.
De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Edegard de Deus, esse é mais um evento do Programa de Recuperação e Conservação de Nascentes e Matas Ciliares do Rio Acre, em que vai possibilitar em poucos anos ter as margens do Rio Acre povoadas com espécies prioritárias, como no caso do açaí e outras fruteiras que poderão, além de oferecer alimentos às famílias dos produtores rurais, ter o excedente comercializado.
“Fiquei muito impressionado com a participação dos produtores rurais nessa região de Xapuri, pois esse programa só terá sucesso se o conjunto dos produtores rurais do município aderir. Percebemos que os produtores querem fazer, mas alguns deles não têm condição. O governo do Acre está se associando a eles para ajudar, desde ajudar no cercamento e oferecimento das mudas”, relatou o secretário.
← Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário