sábado, 2 de fevereiro de 2013

Asas da Florestania realiza formatura em Xapuri



Implantado em 2005 em Xapuri, o programa Asas da Florestania iniciou atendendo  alunos do 6º ao 9º ano e em 2008 iniciou turmas para atender o nível médio.

Para professora Zilah Carvalho Matub de Oliveira  Diretora do Núcleo de Educação de Xapuri “foi um grande desafio a implantação do Asas da Florestania,  tínhamos a missão de superar todas as adversidades das distancias das comunidades, dos ramais, da falta de comunicação e das próprias estruturas físicas dos espaços de ensino da zona rural e levar professores capacitados e comprometidos em garantir a qualidade de ensino para essas pessoas”, a formatura contemplou 7 turmas  de várias comunidades num total de 90 alunos.
Bira Vasconcelos ex-prefeito de Xapuri foi o patrono das turmas, Bira falou de um dos seus maiores desafios enquanto prefeito, “um dos maiores desafios que tivemos foi de trazer oportunidade de estudo para nossa cidade, temos o Ifac que está de portas abertas para vocês, temos a UFAC, o Sedup e o Instituto Dom Moacyr”, garantir a manutenção e implantação destes órgãos em Xapuri  é o maior legado da administração de Bira Vasconcelos.
Para o Secretário  de Estado de Educação e Esporte  professor Daniel  Zen a realização desse projeto é a conclusão de um trabalho que começou a muitos anos  atrás quando o ex-governador  professor Binho Marques que esteve em xapuri na década de 80 e junto a outras pessoas como  Chico Mendes entravam mata a dentro com a missão de ensinar os seringueiros a ler e escrever,  criando uma estrutura de ensino independente as secretarias municipal e estadual que não tinham políticas educacionais e marginalizavam os seringueiros.  No governo de Jorge Viana o Acre viveu uma nova fase de desenvolvimento escolar onde o ensino começou a chegar até as pessoas independentemente de onde elas estiverem e isso vem acontecendo até hoje contribuindo para a obtenção de melhores resultados a cada dia para a educação e para a melhoria de vida do povo do Acre. Neste ano foram formados 105 alunos no ensino médio na zona urbana e agora são mais 90 da zona rural e através dos órgãos educacionais instalados no município a continuação dos estudos só depende deles mesmos.
← Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário