quarta-feira, 3 de abril de 2013

A obrigação de representar o povo doa a quem doer



E agora, José?
Numa cidade onde a mais leve crítica é capaz de causar manifestações de repúdio e ações na Justiça, o pronunciamento do vereador Eliomar Soares, o Galego (PT), na sessão da Câmara de Xapuri dessa terça-feira, 2, deve provocar espasmos e estrebuchamentos.

Denunciando omissão do poder público para com a situação de insegurança que ele afirma predominar no município, o vereador afirmou que policiais militares de Xapuri priorizam outras atividades e tratam a função pública que possuem como se fossem mero “bico”.

Galego disse que a comunidade xapuriense tem conhecimento de que muitos militares são proprietários de terras, criam gado ou se dedicam a outras ocupações relegando a um plano secundário o trabalho como agentes da segurança pública.

O parlamentar afirmou também que se tem feito vista grossa para muitas coisas ilícitas que têm acontecido na cidade. “Há pessoas enriquecendo com o tráfico de drogas, bares estabelecidos em praça pública e ninguém faz nada”, protestou.

Eliomar Soares também criticou colegas de parlamento e cobrou da Câmara posicionamentos e ações efetivas relacionadas à questão. “Aqui há vereador que só aparece no dia da sessão, e que nas horas vagas fica pelas esquinas fazendo fofoca”, disparou.

Propôs à Mesa Diretora a convocação de uma audiência pública para discutir urgentemente a situação da segurança em Xapuri. E adiantou que já manteve contato com o secretário adjunto de segurança pública, Ermício Sena, que teria acenado positivamente para a ideia.

Segundo o vereador petista, o governo precisa se posicionar sobre as declarações do comandante da PM no município, o tenente Sílvio Araújo, que afirmou publicamente que o contingente que tem sob seu comando não é suficiente para garantir a segurança da população.

O vereador pretende também que seja apertado o cerco contra o funcionamento precário de bares e casas noturnas. De acordo com ele, 90% dos estabelecimentos do gênero em atividade no município de Xapuri estão em situação irregular.

Xapuri vem registrando, nos primeiros meses de 2013, um número de ocorrências policiais muito superior ao mesmo período do ano passado. Só homicídios já foram quatro este ano contra apenas um consumado em todo o ano anterior.

As sucessivas ocorrências têm gerado reclamações da população e causado mal-estar entre alguns policiais militares que se sentem prejudicados pela repercussão. Situação que gerou para este blogueiro mais uma ação por danos morais no Juizado Especial Cível.

As críticas e denúncias feitas pelo vereador vão aumentar ainda mais a repercussão em torno do assunto e reforçar a polêmica. Resta saber o que farão agora aqueles que teimam em não conviver com as cobranças e os questionamentos. E agora, José?
Fonte: Raimari Cardoso
← Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário