terça-feira, 15 de outubro de 2013

Recuperação de ramais em Xapuri garante escoamento de produção


 
O governo do Acre, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), iniciou a recuperação de 83 km de ramais dentro da Reserva Extrativista Chico Mendes.

O secretário da Sedens, Edvaldo Magalhães, esteve na comunidade Cimitumba, situada na Reserva Chico Mendes, reunindo com os moradores e lideranças locais e anunciando o início da obra que faz parte do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Estado do Acre – PDSA II, cujo objetivo é a construção de novos ramais, relacionados às atividades de manejo florestal comunitário, em florestas públicas estaduais.
A recuperação dessas estradas, além de facilitar o escoamento de toda madeira manejada extraída de dentro da reserva, beneficiará diretamente dezenas de famílias que vivem da extração de látex e da coleta de castanha, além de levar melhoria de vida para cerca de quatro mil famílias que moram na reserva e no entorno.
O extrativista José de Souza, o Zezinho, comemorou a decisão do governo de recuperar o ramal que, há meses, era intrafegável. “Registramos muitos prejuízos. Há meses não cortamos seringa e nem colhemos castanha por não ter como escoar. Agora, com a melhoria do ramal, vamos voltar a produzir”, disse Zezinho.
Esse será o ‘ramal da produção’. Por aqui vai passar 13 mil metros cúbicos de madeira licenciada, mais de 20 mil latas de castanha e mais de 20 mil quilos de látex. É a economia girando dentro da floresta e transformando para melhor a vida destas pessoas”, comentou o secretário.
O progresso que vem com os Planos de Manejo
A extração de madeira realizada em reservas e florestas públicas no Acre, por meio dos planos de manejo comunitário, tem melhorado a vida das pessoas que moram dentro das florestas.
A cada plano de manejo sendo executado é um ramal a mais que é aberto ou recuperado. Aumentando a renda familiar, que ganham com a venda da madeira manejada, pois conseguem escoar sua produção por meio dos ramais e ganham mais qualidade de vida ao sair do isolamento.
Até o final do ano a Sedens estará beneficiando cerca de 600 famílias com planos de manejo comunitário em mais de 30 mil hectares de floresta.

Fonte: Agência de Noticias do Acre
← Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário