quarta-feira, 21 de maio de 2014

Trabalhadores ameaçam fechar BR no dia que Sebastião entregar casas


Milhares de trabalhadores da Construção Civil do Acre ameaçam fechar a BR-364, na próxima quinta-feira, 22, dia em que o governador Sebastião Viana e o Ministro das Cidades Gilberto Occhi entregam 392 casas da Cidade do Povo. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores  na Indústria da Construção Civil do  Estado, Dema Assis, o protesto deve ocorrer caso os patrões não deem indicativo positivo para o reajuste salarial de 15% da categoria.

De acordo com Dema, até o momento os empresários ofereceram reajuste de apenas 3%. “Eles querem no dar esse acréscimo e a nossa data base é o mês de maio, já estamos no dia 19 e até agora eles não sentaram com a gente para uma proposta concreta, que contemple todas as perdas que estamos tendo com o passar do tempo”, explicou.

O sindicato dos trabalhadores destaca que a proposta de 15% foi apresentada aos patrões no mês de fevereiro e que no final de abril, o acréscimo de 3% foi apresentado a categoria,

Os representantes dos trabalhadores devem se reunir na noite desta segunda-feira, 19, e durante toda a terça-feira, 20, com o Sindicato da Indústria de Construção Civil , presidida pelo empresário Carlos Afonso dos Santos, na Sede da Fieac, para discutirem o assunto.

Cerca de 3 mil sindicalizados trabalham nas obras da Cidade do Povo.  A categoria destaca que caso os patrões não mudem de ideia, as obras do maior empreendimento habitacional do Acre poderão ficar paradas por tempo indeterminado. “Nosso objetivo é valorizar o trabalhor. Tem muita gente ganhando e nós queremos que a principal força de trabalho seja beneficiada. São eles que trabalham na chuva e no sol para a realização da obra”, frisa Assis.

Na última semana, centenas de trabalhadores cruzaram os braços como sinal de advertência durante uma hora nas obras de construção da Cidade do Povo.
fonte AC24horas
← Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário