quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Parlamentar Xapuriense denuncia precariedade no sistema de saúde pública na região do Alto Acre


O parlamentar citou que devido à ausência das ambulâncias, em muitos casos, as vítimas acabam sendo socorridas por parentes ou amigos.

O sistema de saúde pública na região do Alto Acre, em especial Brasiléia e Epitaciolândia, vive no momento uma situação delicada. A falta de ambulâncias tem provocado grandes transtornos entre os moradores que necessitam de deslocamento especial por questões de saúde.

Apesar das diversas denúncias, nenhuma ação foi tomada por a Secretaria de Saúde, de Segurança e direção do SAMU. Diante dessa precariedade, o deputado Antônio Pedro (DEM) apresentou junto a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), indicações solicitando que o governo do Estado disponibilize ambulâncias para atender as demandas da referida região.

“Não podemos aceitar que naquela região não exista um carro apropriado para realização de resgate de vítima e transporte de pacientes. A situação é preocupante. Já apresentei uma indicação a Mesa Diretora da Aleac pedindo ao governo do Acre tome o mais rápido possível uma atitude quanto ao assunto”, declarou o deputado.

O parlamentar citou que devido à ausência das ambulâncias, em muitos casos, as vítimas acabam sendo socorridas por parentes ou amigos, o que pode agravar a situação do paciente.

“Pessoas sem nenhum tipo de preparo e sem nenhuma estrutura estão sendo obrigadas a resgatar vítimas. É preciso o governo tenha um olhar especial para esta situação e resolva essa situação”, frisou.

Antônio Pedro relata que no período de carnaval, essa cena foi corriqueira. “Em uma situação, uma maca foi disponibilizada e a vítima foi levada por uma camionete particular. Em outra, pessoas feridas tiveram que ser transportadas para o hospital em cima da carroceria da pick-up dos Bombeiros”, disse.

A estrutura física do hospital da cidade de Xapuri também é outra preocupação do deputado. De acordo com ele, os problemas estruturais daquela unidade de saúde estariam causando transtornos aos pacientes.

“Já falei desse problema várias vezes na tribuna da Casa Legislativa e até agora nada foi feito. Apresentei também uma indicação solicitando ao governador celeridade no processo de reforma daquele hospital. Os pacientes não aguentam mais tantos transtornos”, finalizou.
← Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário