sexta-feira, 30 de março de 2012

Governo inaugura circuito de turismo de aventura em Xapuri


O Seringal Cachoeira vai ganhar um novo atrativo. No sábado, 31, o governo do Estado, através da Secretaria de Turismo e Lazer (Setul), vai inaugurar, a partir das 10 horas, na pousada ecológica que funciona no local, o Circuito de Aventura Chico Mendes.
A novo circuito foi montado em bosque primário, exemplo de manejo florestal sustentável, e tem 623 metros de extensão e 25 metros de altura. O visitante poderá desfrutar de atividades como arvorismo acrobático e contemplativo, rapel, ascensão em árvores, tirolesa, cicloturismo e caminhada.
As atividades que integram o circuito foram montadas próximas à sede da Pousada Ecológica Seringal Cachoeira. Erguida em 2007 pelo governo do Estado, o local oferece um cenário repleto de belezas naturais e uma infraestrutura composta por três chalés, dois belichários, restaurante, salão de eventos, estacionamento, piscina, lago com passarela, decks de contemplação e trilhas ecológicas.
“Ao proporcionar essas atividade de lazer e bem estar, estamos criando também uma oportunidade de destacar e aumentar o fluxo de turismo no nosso Estado”, disse a secretária de Turismo e Lazer, Ilmara Liama. Ela destacou ainda o papel que o empreendimento terá na melhoria da economia da comunidade local. “Buscamos sempre trabalhar o manejo florestal sustentável, afinal de contas o Seringal Cachoeira foi palco dos empates feitos por Chico Mendes e os seringueiros para barrar a entrada de fazendeiros no lugar na década de 70, em virtude de preservação da floresta. Então não há nada mais justo que dar continuidade a esta importante luta”, disse Ilmara
No meio da floresta
Por entre as trilhas da pousada é possível encontrar uma pequena cachoeira, seringueiras e samaúmas com mais de 500 anos de idade, plantas medicinais, barreiros onde comem os animais silvestres. Para abraçar a samaúma, considerada como a rainha da floresta, são necessárias 26 pessoas. Com os mateiros que acompanham os turistas nas trilhas, é possível ouvir "causos da mata", como a do "Caboquinho" que assusta quem caça além da conta ou corta árvores. Quem vai ao Seringal Cachoeira tem a certeza de que toda a luta de Chico Mendes pela preservação do local valeu a pena.
Vivem hoje cerca 90 famílias no seringal.  Atualmente elas sobrevivem da extração manejada de madeira, da castanha, da venda do látex para a indústria de preservativos Natex, em Xapuri. São cerca de três mil litros de látex coletados por semana. Os moradores são fornecedores preferenciais dos produtos consumidos na pousada, como frutas, doces,carne de aves domésticas e muito mais.  Parte da receita financeira será destinada à associação de moradores.
Os visitantes irão conhecer também como se procede a extração de látex e a coleta de castanha, por exemplo. Terão acesso a plantas de poder medicinal, as mesmas usadas pelos povos da floresta. Na mata completamente intocada, facilmente serão observados animais e aves em seu habitat. O circuito de aventura e a pousada ecológica estão em sinergia constante com a comunidade existente, proporcionando uma oportunidade única ao visitante de interagir com uma proposta de turismo que agrega lazer, vivência e responsabilidade socioambiental.
Agência de Notícias do Acre
← Anterior Proxima → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário