SUA EMPRESA AQUI

ESCREVER....

EM ANDAMENTO

ESCREVER...

EM ANDAMENTO

ESCREVER...

EM ANDAMENTO

ESCREVER...

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Pesquisador diz que estado do Acre poderá enfrentar seca mais severa dos últimos 50 anos



Davi Friale, pesquisador meteorológico, há mais de 25 anos estudando o clima da Amazônia Ocidental, divulgou em seu portal, que o Acre poderá enfrentar a pior seca dos últimos 50 anos.

Friale esclarece porém,  que o sol tem vários ciclos de atividades com altas, médias ou baixas emissões de radiação. Essas radiações afetam diretamente o clima da Terra e, por isso, a cada, aproximadamente, 60 anos, ocorrem eventos extremos em toda a atmosfera terrestre como conseqüência do maior ou menor aquecimento dos oceanos.

Segundo as explicações do estudioso, Brasileia, no Acre, foi, literalmente, coberta pelas águas do rio que banha a cidade, tal a intensidade das chuvas e  Rio Branco, no início deste ano de 2013, teve o recorde histórico de acúmulo de chuvas com 132mm, em, menos de 12 horas;

No Acre diz ele, uma forte massa de ar seco, impulsionada por altas pressões atmosféricas localizadas no centro-norte da Argentina, deixou o tempo seco e ensolarado, ainda na primeira quinzena de abril deste ano.

Entre essas grandes massas de ar seco está a massa tropical continental, localizada sobre o chaco paraguaio-argentino e que é alimentada por massas de ar seco de origem polar austral. Essa massa espalha-se pelo corredor de terras baixas localizado no sentido norte-sul da América do Sul, no qual o Acre está inserido.

As altíssimas pressões atmosféricas no continente Antártico, cujo ar é extremamente seco, deslocam-se para o continente sul-americano provocando muito vento do sul. Na Argentina, essas massas de ar ganham reforço e se movimentam em direção à Amazônia Ocidental, atingindo, principalmente, o Acre, que fica na entrada principal dos ventos de sudeste

Assim, se não houver nenhuma alteração na atual tendência meteorológica, o Acre e toda a Amazônia Ocidental poderão, já neste ano de 2013, enfrentar a maior seca dos últimos 50 anos.

A grande seca de 2005, que assolou nossa região, foi prevista e amplamente por nós anunciada, no mês de abril, teve as mesmas características atmosféricas iniciais deste ano de 2013, só que com menor intensidade.

Desde o dia 14 de abril alerta Friale, o Acre foi invadido por uma intensa massa de ar seco, cujos ventos sopram, moderadamente, de sudeste. Em Rio Branco e em todo o leste do estado, as chuvas cessaram completamente e, a cada dia, a umidade do ar tem baixado mais, fazendo cair a temperatura, durante a noite.

Na primeira quinzena do próximo mês de maio, uma forte frente fria chegará no Acre e, logo em seguida, outra intensa massa de ar seco deixará os dias, novamente, ensolarados e secos por um bom tempo.

Portanto diz, é bom ficar atento, pois todas as condições meteorológicas atuais indicam que uma seca severa poderá atingir o Acre e as regiões próximas.

 Com informações do Portal o Tempo Aqui

segunda-feira, 22 de abril de 2013

"Faltou publico!"


O cancelamento do show do cantor gospel Fernandinho em Epitaciolândia, que seria nesta segunda-feira, gerou revolta entre a comunidade evangélica do município.

É a segunda vez que o show do cantor é cancelado. A apresentação ocorreria no dia 25 do mês passado, mas Fernandinho estaria com problemas de saúde e por isso ficou impossibilitado de cumprir a agenda.

O show então foi adiado para esta segunda-feira, 22 de abril, mas novamente o cantor não irá se apresentar no município. A razão agora seria o pouco público. Apenas 1,5 mil ingressos teriam sido vendidos, “e a assessoria de Fernandinho teria informado que ele não se apresenta para pouca gente”, disse Cristiano Massi, que comprou o ingresso e se sente enganado.

O evento seria promovido pela Igreja Batista Filadélfia em parceria com empresários de Epitaciolândia, a prefeitura do Município e a Marca da Promessa, empresa promotora de shows gospel no Acre.

O pastor da Igreja Batista Filadélfia em Epitaciolândia, José Wellinton Xavier, não foi encontrado para falar sobre o assunto, mas em sua página no Facebook ele confirmou na manhã desta segunda-feira o cancelamento do show.

Na postagem, o pastor joga a responsabilidade do cancelamento em um dos produtores do evento por nome de Wendel. “Cancelado o show de Fernandinho em Epitaciolandia. Maiores informações falar com Wendel 9951-0795”, diz o pastor. A reportagem ac24horas ligou várias vezes para o produtor de Fernandinho no Acre, mas ele não atende ao telefone.

José Wellinton saiu de uma recente polêmica no município, quando membros de sua igreja realizaram uma peça teatral em uma escola e vários jovens que assistiram a apresentação passaram mal e foram parar no hospital Raimundo Shaar, em Brasileia. Na cidade de Epitaciolândia, o comentário é de que os estudantes teriam incorporado o demônio.

Na postagem na rede social, sobre o show, o pastor não dá nenhuma explicação se irá ressarcir o dinheiro a quem comprou os ingressos, que começaram a ser vendidos antes da primeira data do evento, no mês de março, ao preço de R$ 10. Depois do adiamento, o valor foi aumentado para R$ 15, e nesta segunda-feira iria para R$ 20, na bilheteria, no estádio municipal de Epitaciolândia.

O denunciante Cristiano Massi diz que vários amigos dele que moram em Assis Brasil e Xapuri “estão vindo para Epitaciolândia pensando que vai haver show. Ninguém foi avisado”, denuncia.

O que mais revolta a comunidade evangélica do município de Epitaciolândia é que Fernandinho tem show confirmado nesta terça-feira, no Ginásio do Sesi, em Rio Branco, e quarta-feira, no Cruzeirão, em Cruzeiro do Sul.

As agendas no Acre foram divulgadas no site oficial do cantor, o http://www.fazchover.com.br/novosite.php  nos dias 23 e 24.

Fernandinho é considerado o cantor de maior projeção no meio gospel nos últimos anos. O cantor já vendeu mais de um milhão de cópias em sua discografia. Foi sete vezes disco de ouro, cinco vezes disco de platina, Duas vezes disco de platina duplo, duas vezes disco de platina triplo e uma vez disco de diamante.
ac24horasnho é cancelado duas vezes em Epitaciolândia e revolta comunidade evangélica

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Tomando de conta!



Bolivianos utilizam prédio abandonado no centro de Xapuri para comercializar produtos importados.
Já não é de hoje que bolivianos tomam conta de espaços públicos em nossa cidade, denuncias são várias como já postadas aqui neste blog e no blog Xapuri Agora de Raimari Cardoso. Mercado dos colonos, cemitério, mercado municipal e calçadas da cidade são constantemente tomados por esse tipo de comércio ilegal de produtos importados em nossa cidade. Desta vez, se apropriaram de um antigo prédio no centro de Xapuri na rua Coronel Brandão ao lado do clube municipal Assemux.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Sony lança serviço de internet mais rápido do mundo – e 34 vezes mais barato que a banda larga no Brasil



O serviço, que está sendo lançado no Japão, promete velocidade média de 2 Gbps (download) e 1 Gbps (upload). Para se ter uma ideia do que isso representa, é velocidade suficiente para baixar um filme em alta definição, com 1,4 GB, em menos de seis segundos. O preço também é bastante atraente: o serviço custará o equivalente a US$ 51 mensais. Isso significa que o consumidor estará pagando aproximadamente US$ 0,025 por megabit de velocidade. No Brasil,
a banda larga mais barata custa US$ 0,85 por megabit. Trinta e quatro vezes mais.
superinteressante

Ufac apresenta maior fóssil de jabuti do mundo



Os 30 anos de atividades do Laboratório de Pesquisas Paleontológicas (LPP) da Universidade Federal do Acre (Ufac) começaram a ser comemorados nesta terça-feira, 16, com uma sessão solene da qual participaram, entre outras autoridades, o reitor Minoru Kinpara, o diretor do Centro de Ciências Biológicas e da Natureza (CCBN), Carlos Garção, e o coordenador do LPP, Jonas Filho.

Após a cerimônia de abertura, que foi encerrada com uma exibição do grupo Jabuti Bumbá, os convidados dirigiram-se a uma sala de exposições, no pavilhão Francisca Corina de Azevedo Feitosa, para contemplar a nova estrela da coleção fóssil do LPP: um jabuti gigante, medindo, aproximadamente, 1,65 metro de comprimento, 90 centímetros de largura de carapaça e um metro de altura.

De acordo com os pesquisadores do LPP, o gigantesco animal, pertencente ao gênero Chelonoidis, viveu durante o período chamado “Mioceno Superior”, há cerca de oito milhões de anos. Seus fragmentos fósseis foram coletados em 1995, no Alto Rio Acre, em área do município de Assis Brasil. Dezessete anos depois da coleta, com o processo de montagem dos fragmentos, tem-se a reconstituição exposta agora, incrementada com elementos artificiais que representam as patas e a cabeça do jabuti.

“Possivelmente, esses jabutis gigantes, cujo habitat foi todo o território da América do Sul, tenham sido os ancestrais diretos dos animais da mesma espécie, também de grandes dimensões, mas não tanto, que hoje podem ser encontrados apenas nas Ilhas Galápagos”, explicou o professor Edson Guilherme, doutor em Zoologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA) e membro da equipe do LPP.

Ainda segundo Guilherme, “esta descoberta é muito importante, porque nos ajuda a entender como era a vida na região amazônica no passado e mostra, de certa forma, que foram da América do Sul que saíram os primeiros jabutis gigantes que colonizaram as ilhas remotas do Oceano Pacífico”
História da paleontologia no Acre

Os estudos paleontológicos na região acriana datam do século XIX. O ano de 1983, entretanto, marca formalmente o início das pesquisas paleontológicas realizadas pela Ufac, na gestão do reitor Áulio Gélio Alves de Souza. Na Resolução de criação, datada do dia 13 de maio, os objetivos da então nova unidade: apoio às atividades de ensino, pesquisa e extensão do Departamento de Ciências da Natureza (DCN).

Trinta anos depois, agora fazendo parte do complexo do Museu Universitário da Ufac, o LPP tem catalogado mais de cinco mil peças fósseis, coletadas nos mais variados sítios paleontológicos acrianos, como são os casos das localidades Patos, Cavalcante, Cachoeira do Bandeira, Niterói, Lula, Talismã, Morro do Careca, além das barrancas do rio Moa, na Serra do Divisor, e das margens do alto rio Juruá.

(Ascom/Ufac)

terça-feira, 16 de abril de 2013

"Resgates"



O tradicionalíssimo Baile das Flores será revivido no próximo dia 4 de maio, depois de 28 anos da realização da sua última edição, no ano de 1985. Na ocasião será eleita a Rainha das Flores 2013, em desfile que reunirá belas garotas xapurienses.

A organização está mobilizando a sociedade local e dos municípios vizinhos para prestigiar o resgate do baile que marcou época na Princesa do Acre, tendo sido um dos principais eventos do calendário cultural da cidade no decorrer de muitas décadas. 

O baile será animado pelo grupo Flash Back, dos músicos Antônio Magão e Luiz Beleza, que idealizaram o resgate de alguns dos grandes bailes de antigamente. Em razão de problemas pessoais, eles passaram a ideia para as professoras Cirnelândia Ribeiro e Jacqueline Saady, que aceitaram tomar frente à realização do evento.

O resgate do Baile das Flores reserva ainda uma atração especial que ainda não está 100% definida. Cuidadoso, Magão me solicita que não adiante a surpresa. “Espere até amanhã, se possível, pra eu poder lhe dar o ‘OK’. Você sabe como é esse negócio de sociedade, né?”. 

Como guardar informação boa não coisa que me agrada, vou adiantar que a surpresa é o retorno do grupo H-UELEM, uma das maiores bandas da história da música xapuriense, que fez grande sucesso em várias cidades acreanas nos anos de 1990.

E o grupo voltará com uma importante alteração no nome H-UELEM, acrônimo formado pelas letras iniciais dos nomes dos filhos dos componentes da banda à época da sua criação. Passará a se chamar AH-UELEM, com a inserção da inicial de Arathana, filha de Magão que nos primórdios do grupo não era registrada por ele.
Raimari  Cardoso

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Fotógrafo flagra onça vermelha atravessando rio Acre



Bióloga identificou animal como um puma concolor.
O animal foi encontrado na fronteira das cidade de Rio Branco e Xapuri
O fotógrafo Marcus Vicentti registrou na quarta-feira (10) uma onça vermelha (puma concolor) atravessando o Riozinho do Rôla,  próximo à divisa dos municípios de Rio Branco e Xapuri, a sete horas de barco da capital.
O animal foi identificado pela bióloga do Parque Chico Mendes, Joseline Guimarães, como um puma concolor, mais conhecido como Leão da Montanha, Onça Suçuarana ou Onça Vermelha.  O animal está ameaçado de extinção.
Marcus Vicentti conta que ao conversar com pessoas da região descobriu que o animal não era visto nas redondezas há 20 anos.
Segundo a bióloga, as onças precisam de uma área de 200 hectares de floresta nativa e sofrem com a caça, já que algumas pessoas têm o hábito de se alimentar da carne do animal. "Muita gente não sabe, mas as onças tem uma importância muito grande no plantio das árvores. Como elas andam muito na floresta espalham as sementes que ficam grudadas no pelo" afirma Joseline.
Fonte: G1 Acre

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Ex-vereador deixa PSB



Nei Eurico acusa partido e deputado de lhe virarem as costas
O ex-vereador pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), Nei Eurico Ferreira da Rocha, encaminhou ao Tribunal Regional Eleitoral do Acre, no último dia 21 de março, o seu pedido de desfiliação da agremiação partidária. Eleito em 2009, Irmão Nei, como é mais conhecido em Xapuri, não conseguiu se reeleger nas eleições passadas, quando o seu grupo político, cuja maior liderança é o deputado estadual Manoel Moraes, ficou em penúltimo lugar na disputa majoritária.

Irmão Nei reclama que foi esquecido pelo partido logo que a eleição terminou. Sem mandato, ele afirma que não foi mais procurado por Wágner Menezes, presidente do diretório municipal do PSB, e muito menos pelo deputado Manoel Moraes, com quem diz que já havia se indisposto durante a campanha eleitoral em razão de não concordar com os rumos que a aliança composta junto com o Partido Social Cristão – PSC - tomava. Sem espaço e sem prestígio, ele resolveu bater em retirada.

Nei Eurico conta que em determinado momento da campanha, Manoel Moraes o repreendeu numa reunião de planejamento diante de um grupo de 15 pessoas. O deputado teria se aborrecido com a discordância do então vereador com a estratégia traçada pela coligação, que se baseava em verdadeiros espetáculos de baixarias e ofensas morais desferidas contra os adversários políticos pelo ex-prefeito Vanderley Viana, que era candidato a vereador pelo PSC.

O mal-estar entre os dois se agravou quando o ex-vereador contestou o slogan de campanha da coligação, que dizia: “sem ódio e sem perseguição”. Irmão Nei afirma que naquele momento se sentia participante de um grupo político que não fazia outra coisa senão destilar ódio e perseguição contra seus adversários. Como resposta, ouviu do deputado a seguinte frase: “De políticos como você, que divide em vez de somar, nós não precisamos”.

Pastor de uma das congregações da igreja Assembleia de Deus, Nei Eurico diz que sentia grande constrangimento em participar de um palanque que adotava uma linha de campanha política tão virulenta. Segundo ele, chegou a seguir um caminho distinto, do ponto de vista político-partidário, daquele escolhido pelo líder de sua igreja em Xapuri com o intuito de dar prosseguimento ao projeto do PSB. Agora se diz abandonado por aqueles a quem considera que tanto ajudou.  

Sobre o esforço que fez para ajudar a eleger um deputado por Xapuri, o ex-vereador diz que foi em vão. “Hoje não faz diferença termos um deputado estadual que se diz representante do nosso município. A maior parte das expectativas criadas com a eleição do Manoel não foram correspondidas. De um grupo de 50 eleitores meus, de uma determinada localidade, que votaram nele, talvez nem cinco por cento do total volte a fazê-lo”, afirmou.

Perguntado sobre o seu futuro político, Irmão Nei diz que já recebeu convites para se filiar em outras agremiações, mas permanecerá, por enquanto, sem partido. Ele afirma também que numa última conversa com o presidente do Diretório Municipal do PSB, Wágner Menezes pediu para que a decisão de deixar o partido fosse revista ou pelo menos adiada. A falta de definição para o futuro da sigla foi mais uma razão dada para não atender ao pedido.

Procurado pelo blog, Wágner Menezes apenas afirmou que o ex-vereador faz jogo de pressão para conseguir o que deseja na sua relação com o partido. Ele preferiu se pronunciar através de nota a ser enviada ao blog depois da publicação deste post. Encaminhei um “release” desta postagem à assessoria do deputado Manoel Moraes, que também informou que responderá posteriormente, através de nota, as acusações feitas pelo ex-vereador Nei Eurico.
Raimari Cardoso

terça-feira, 9 de abril de 2013

Acre decreta Situação de Emergência Social motivado por rota internacional de imigração



O governador Tião Viana decretou Situação de Emergência Social na manhã desta terça-feira, 9. A iniciativa se deu em razão da entrada de forma descontrolada de imigrantes e na incapacidade de atendimento a estas pessoas. Inicialmente o governo do Acre registrou a entrada de haitianos, que vinham para o Brasil refugiados da miséria pela qual passa o Haiti após o terremoto. Mas, agora, a fronteira está sendo configurada como rota internacional de imigração ilegal.

Desde dezembro de 2010, quando iniciou este processo imigratório, 4,3 mil pessoas entraram no Brasil através da fronteira com o Peru, no Acre, alojando-se em Brasileia e Epitaciolândia. O Governo do Estado, desde o início, acolheu de forma humanitária os imigrantes, inicialmente, todos vindo do Haiti, por entender a situação de miséria e a necessidade daquele povo, mesmo sem ter atribuição ou obrigação constitucional em fazê-lo.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Nilson Mourão, explica que todos eles receberam ajuda para tirar novos documentos, abrigo, assistência à saúde, alimentação três vezes ao dia e foram encaminhados ao mercado de trabalho através de grandes empresas que os contrataram com a intermediação pelo governo. Das últimas levas de imigrantes, que totalizava 1600 pessoas, apenas 100 ficaram sem receber a documentação e ainda aguardavam o auxílio, quando, nos últimos 15 dias, teve início uma entrada preocupante de imigrantes.

“Foram mais de 1100 imigrantes que entraram nos últimos dias e isso nos preocupa grandemente. Se houver um tiroteio, tráfico de drogas ou uma epidemia, o que nós, enquanto Estado, poderemos fazer, já que são imigrantes ilegais? Agora já não são mais apenas haitianos, mas imigrantes da Nigéria, República Dominicana, Senegal e Bangladesh, que entram através de coiotes. Temos uma nova rota internacional de imigração que pode se configurar inclusive como tráfico de pessoas e precisamos de uma solução para isso, pois fechar as fronteiras é uma questão muito delicada e complexa, que precisa ser vista com muita cautela”, observou o governador Tião Viana.
A decretação do estado de emergência teve o apoio do Tribunal de Justiça e do Ministério Público no Acre (MPE). “A questão da imigração já vem sendo tratada há algum tempo, mas o estado não tem competência constitucional para tratar deste assunto e também já não tem mais condições de atender com ajuda humanitária”, disse o desembargador do TJ, Roberto Barros.

O Ministério Público Estadual também é  a favor da medida. “É preciso jogar luzes em cima desta questão. A União tem que assumir o papel dela, pois não é competência constitucional nossa, nem do Estado, mas o problema bate à nossa porta todos os dias”, disse a procuradora- geral do Estado, Patrícia Rêgo.

Governador espera solução para o problema

O governo do estado tem dado o suporte para os imigrantes. Desde 2010 já foram gastos R$ 3 milhões, sendo que o Governo Federal destinou R$ 650 mil como ajuda humanitária.

“Este tratamento que os imigrantes ilegais encontram aqui não é dispensado em outro lugar no mundo. Eu, enquanto secretário de Direitos Humanos, fico agradecido e orgulhoso por isso, mas ao mesmo tempo eu reconheço que isso também funciona como um incentivo para que a rota se consolide”, disse o secretário Nilson Mourão.

Para o governador Tião Viana o Ministério das Relações Exteriores tem sido insensível à causa, embora a presidenta Dilma tenha dado apoio e designado uma comissão para estudar a questão. Ele acredita que o decreto vai ajudar a trazer uma solução para o caso.

Viana defende que Peru e Equador, as duas portas de entrada da rota, sejam acionados para que passem a exigir visto dos imigrantes. “O decreto é o reconhecimento formal da gravidade da situação, da nossa incapacidade de resolver sozinhos e a solicitação de maior apoio”, explicou o governador.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Defendendo o cinturão!


O Acriano Francimar Barroso"BODÂO" dono do nocaute mais rapido do MMA e atualmente campeão Sul-Americano do Shooto, Bodão fara a luta principal pelo cinturão de Um dos principais eventos nacionais, o Watch Out Combat Show O WOCS 25 acontecerá no dia 12 de abril no Rio de Janeiro, com a cobertura ao VIVO do canal combate! Bodão será patrocinado pela SNC rio branco, que vem acreditando e apoiando os atletas do Acre! Força Bodão.

Cobrança on-line


"INFELIZMENTE TENHO QUE COBRAR NA REDE SOCIAL. AI PESSOAL DA SAÚDE DO MUNICÍPIO, VAMOS TER MAIS RESPONSABILIDADE COM OS SERES HUMANOS, NAS PROXIMIDADES DA FAZENDA BORDA DA MATA, A MALÁRIA ESTAR A TODO VAPOR, E OS MANDATÁRIOS PRECISÃO PELO MENOS DISPONIBILIZAR UM VEÍCULO, PARA QUE OS AGENTES POSSAM SE DESLOCAREM ATÉ LOCALIDADE. ENQUANTO VOCES ESTÃO BOICOTANDO O ATUAL CHEFE DA UNIDADE, O POVO TA FICANDO DOENTE".
Cobrança do Presidente da Câmara Municipal de Xapuri Ronaldo Ferraz via Facebook

Durma-se com um barulho desses



Em uma NOTA DE REPÚDIO E ESCLARECIMENTO atribuída à AMAX – Associação dos Militares e Amigos de Xapuri - e à Polícia Militar, postada pelo sargento Elielson Oliveira, mais conhecido pela alcunha de “Neco”, em sua página do Facebook, sou xingado de MENTIROSO por afirmar neste blog que, “segundo a Polícia, a criminalidade vem aumentando em Xapuri em razão do funcionamento de bares no município”.

O responsável pela redação da nota enfatiza que a informação veiculada é FALSA e MENTIROSA, uma vez que a Policia Militar é uma instituição séria, que nunca levantaria falso em desfavor de qualquer comerciante ou trabalhador desta cidade. Segue, ipsis litteris, um trecho da nota: “Mentiroso a Policia já mais afirmou e/ou veiculou tal noticia, os relatos foram feito por única decisão e ainda esta utilizando o POLICIA, para sobressair-se da polêmica”.

Bem, o que eu afirmei no post anterior, intitulado A polêmica dos bares, foi que a PM de Xapuri joga contra os estabelecimentos que comercializam bebidas alcoólicas na cidade a responsabilidade pelo aumento das ocorrências de violência na zona urbana do município. Pode não haver grande diferença entre as duas afirmações, mas a que fiz reproduz fielmente a cantilena entoada como mantra pela PM de Xapuri nas últimas semanas.

Para começar, numa primeira nota postada no blog Xapuri Amax, no último dia 15 de março, sobre a denúncia de omissão feita contra a Polícia Militar no caso do assassinato de uma pessoa nas proximidades do Bar da Vivi, quando o autor, antes de perpetrar o crime, pediu ajuda de uma guarnição da PM para tomar providência quanto a uma agressão física que sofrera da vítima, não sendo atendido pelos militares, o comandante Sílvio Araújo diz:

“Os sábados e domingos da nossa cidade são os dias em que os picos de ocorrência são os mais elevados por vários fatores, sendo que um deles aparece em destaque: o consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Talvez as mídias locais e os cidadãos xapurienses não sabem (sic), mas no dia em que aconteceu o homicídio havia, em nossa cidade, 5 (cinco) pontos de festas dançantes e todos com consumo de bebidas alcoólicas, ou seja, nas condições em que a polícia militar encontra-se hoje, fazer segurança pública em todas as festas é impossível”.

Cinco dias depois, em 20 de março, uma nova postagem do blog Xapuri Amax trabalha dados estatísticos para explicar o porquê do aumento das ocorrências policiais. Seguem, numerados, seis trechos nos quais o blog da Associação dos Militares e Amigos de Xapuri deixa claro o que pensa da dinâmica das ocorrências policiais no município. Observem que em nenhum momento os textos admitem qualquer responsabilidade da polícia para com os problemas, mas apenas se referem ao consumo de bebidas alcoólicas, a quantidade de bares e festas.

1 - Xapuri é uma cidade que tem 116 pontos de venda de bebidas alcoólicas, incluindo-se nesse número: os bares, casas noturnas, comércios, distribuidoras e congêneres, ou seja, existe um ponto de venda de bebida alcoólica para cada 137 habitantes, aproximadamente. Percebe-se claramente que o número de locais que comercializam bebidas alcoólicas é exorbitante. Quando as autoridades tentam diminuir o número de pontos de vendas de bebidas alcoólicas ou pelo menos diminuir os seus horários de funcionamento são severamente criticados e crucificados.

2- Além disso, as festas dançantes em Xapuri começam na quinta-feira, seguindo até domingo. Não bastasse isso, o número de festas por dia aumentou consideravelmente após o fechamento, temporário, do Mirantes Bar. Para se ter um ideia, no sábado tem-se a realização de 6 festas: Bar Tropical (Forró da Vivi), Forró do Juvenal, Damião, The Club Paulista, Estilos Bar  e Sibéria. Todos esses locais comercializam bebida alcoólica e o consumo da substância é excessivo.

3 - Esse número elevado de festas em um mesmo dia, impossibilita que a polícia militar faça segurança pública em todos os locais pois como já foi dito, a segurança pública não deve ser restrita a locais de eventos dançantes em que o consumo de bebidas alcoólicas é o combustível da violência.


4 - Em 2012 foram atendidas 278 ocorrências em bares, casas noturnas ou em suas proximidades, ou seja, cerca de 22% de todas as ocorrências foram em locais de realização de festa ou suas proximidades. Se levarmos em conta apenas as ocorrências atendidas pela Polícia Militar, essa porcentagem salta para a casa dos 40%, número extremamente elevado para uma cidade pequena como Xapuri.
5 - Em relação aos fatores que motivam os crimes, percebe-se que a embriaguez aparece em destaque como fator motivador para cometimentos de delitos. Das 649 motivações registrada, 250, ou seja, 38,5% tiveram a embriaguez como fator motivador de cometimento de delitos. Portando, a embriaguez é comprovadamente o combustível da criminalidade.

6 - Como visto acima, ficou evidente que o consumo excessivo de substância alcoólica é o combustível para os mais diversos delitos. A oferta do produto é exacerbado e o número de festas em um único dia é exagerado.

O que resta para mim evidente é que os responsáveis por essa manifestação raivosa e sem sentido tergiversam sobre um assunto que deveriam tratar com decência e respeito por quem levanta os questionamentos que se originam nas reclamações da população. Poderiam fazer uma consulta sobre o grau de satisfação dos moradores de Xapuri com o trabalho que tem sido desenvolvido pela polícia nos últimos tempos.

Deveriam também, em vez de tentar intimidar quem trabalha com a informação através de comentários chinfrins através do Facebook e por intermédio de ações judiciais, fazer um exame de consciência e avaliar a maneira como estão desempenhando as funções pelas quais são pagos com os tributos do povão. Enfezar-se contra a opinião pública e contra os meios de comunicação apenas demostra fraqueza e despreparo em lidar com a função pública.

Jamais me arvorei a dono da verdade, até porque a única coisa de que tenho certeza, parafraseando o filósofo Sócrates, é de que nada sei. Por essa razão, não defenderei aqui a maneira séria com a qual tenho procurado editar este blog. Deixarei para os leitores a tarefa de analisar os fatos e formar seu juízo sobre quem está distorcendo a verdade. Também não serei deselegante ao ponto de xingar os autores da nota de levianos e irresponsáveis, pois disso os próprios fatos se encarregarão, da maneira mais justa e apropriada.

E para fechar, algumas perguntas: como se explica que uma nota em nome da Associação dos Militares e Amigos de Xapuri e da própria Polícia Militar no município seja publicada numa página pessoal de rede social e não no veículo tido como responsável pela divulgação das ações tanto da AMAX quanto da PM? É normal que uma instituição tão importante e tão séria se relacione dessa maneira com a opinião pública? A nota possui legitimidade e seu teor realmente representa o pensamento da instituição Polícia Militar?

Com a palavra o comando da PM em Xapuri.
Matéria de Raimari Cardoso

domingo, 7 de abril de 2013

Ligações de fixo para celular ficam mais baratas a partir de hoje



Brasília – Começa a valer hoje (6) a redução de 8,77% nas tarifas das ligações feitas de telefones fixos para celulares. Os novos valores, determinados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), serão aplicados pelas concessionárias de telefonia fixa Oi (na área da antiga Brasil Telecom), Telefônica (São Paulo), CTBC Telecom, Sercomtel e Embratel.

Para a concessionária Telemar Norte Leste, haverá redução de 18,6%, porque, no ano passado, a diminuição tarifária não foi aplicada pela Anatel para essa operadora por causa de determinações judiciais. As demais empresas aplicaram uma redução de 10,7% no ano passado.

A CTBC Telecom é a concessionária local que atende os estados de Minas Gerais, Goiás e São Paulo. A Sercomtel atende os municípios de Londrina e Tamarana, no Paraná, e a Embratel é a concessionária de longa distância nacional.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

A obrigação de representar o povo doa a quem doer



E agora, José?
Numa cidade onde a mais leve crítica é capaz de causar manifestações de repúdio e ações na Justiça, o pronunciamento do vereador Eliomar Soares, o Galego (PT), na sessão da Câmara de Xapuri dessa terça-feira, 2, deve provocar espasmos e estrebuchamentos.

Denunciando omissão do poder público para com a situação de insegurança que ele afirma predominar no município, o vereador afirmou que policiais militares de Xapuri priorizam outras atividades e tratam a função pública que possuem como se fossem mero “bico”.

Galego disse que a comunidade xapuriense tem conhecimento de que muitos militares são proprietários de terras, criam gado ou se dedicam a outras ocupações relegando a um plano secundário o trabalho como agentes da segurança pública.

O parlamentar afirmou também que se tem feito vista grossa para muitas coisas ilícitas que têm acontecido na cidade. “Há pessoas enriquecendo com o tráfico de drogas, bares estabelecidos em praça pública e ninguém faz nada”, protestou.

Eliomar Soares também criticou colegas de parlamento e cobrou da Câmara posicionamentos e ações efetivas relacionadas à questão. “Aqui há vereador que só aparece no dia da sessão, e que nas horas vagas fica pelas esquinas fazendo fofoca”, disparou.

Propôs à Mesa Diretora a convocação de uma audiência pública para discutir urgentemente a situação da segurança em Xapuri. E adiantou que já manteve contato com o secretário adjunto de segurança pública, Ermício Sena, que teria acenado positivamente para a ideia.

Segundo o vereador petista, o governo precisa se posicionar sobre as declarações do comandante da PM no município, o tenente Sílvio Araújo, que afirmou publicamente que o contingente que tem sob seu comando não é suficiente para garantir a segurança da população.

O vereador pretende também que seja apertado o cerco contra o funcionamento precário de bares e casas noturnas. De acordo com ele, 90% dos estabelecimentos do gênero em atividade no município de Xapuri estão em situação irregular.

Xapuri vem registrando, nos primeiros meses de 2013, um número de ocorrências policiais muito superior ao mesmo período do ano passado. Só homicídios já foram quatro este ano contra apenas um consumado em todo o ano anterior.

As sucessivas ocorrências têm gerado reclamações da população e causado mal-estar entre alguns policiais militares que se sentem prejudicados pela repercussão. Situação que gerou para este blogueiro mais uma ação por danos morais no Juizado Especial Cível.

As críticas e denúncias feitas pelo vereador vão aumentar ainda mais a repercussão em torno do assunto e reforçar a polêmica. Resta saber o que farão agora aqueles que teimam em não conviver com as cobranças e os questionamentos. E agora, José?
Fonte: Raimari Cardoso
← Anterior Proxima → Página inicial